sábado, 26 de maio de 2018

Acorda Brasil!

Pegando muito leve, para ver se conseguem ler e entender


       Um dos problemas atuais, por incrível que possa parecer, é a romantização utópica de um grupo, que não consegue ou não quer ver a realidade racional da vida. E estão aparelhando a mídia oficial.

 "Uma coisa espantosa e horrível acontece nesta terra:
Os profetas profetizam mentiras, 
os sacerdotes governam por sua própria autoridade, 
e o meu povo gosta dessas coisas. 
Mas o que vocês farão quando tudo isso chegar ao fim?"

Jeremias 5:30,31



       Ou sofreram uma doutrinação profunda, que nem se apercebem disso, porque mantém um bloqueio, por preconceito ou por medo de conhecer a realidade; ou sabem, concordam e são mal-intencionados.
       Esse grupo adonou-se das questões sociais para a produção do discurso populista.
       Mas cuidar de pessoas nunca foi agenda deles.

       Escolher essa ideologia, significa isso:
       Entregar a própria vida, a própria individualidade e todas as necessidades, nas mãos de um grupo de pessoas que tomam o poder e que não têm a menor preocupação com você.

       O Estado não é personagem, mas personificado por representantes da sociedade.

       O Estado nada faz. Pessoas fazem... quanto mais forem obrigadas a doarem de si, menos doarão voluntariamente... menos comprometidas se tornarão com a própria sociedade... é o culto ao egoísmo.
       Se não mudarmos, não haverá Estado ou Governo que nos convença.


       Excetuados os valores morais, místicos e filosóficos,  tudo depende de dinheiro.
       Então, a prosperidade financeira da sociedade é fundamental.
       Essa prosperidade não virá, senão pelo incentivo ao investimento privado e consequente criação de empregos.

       A vida não é justa e nunca será.
       Ninguém é igual a ninguém, em nada... no máximo, semelhante.
       A sociedade brasileira tem a oportunidade de amadurecer ou sucumbir à infantilidade das falácias.
       A roubalheira e outros crimes não justificam nem são justificados, mesmo porque o fim é distorcido, desmedido, desvirtuado e, muitas das vezes, perversamente intencionado.

       Quanto mais tentam obrigar as pessoas a doar parte do seu tempo, do seu suor, do seu sangue, da sua vida a quem cada vez merece menos, mais injustiça cometem; mais revolta provocam; mais atraso produzem; mais pobreza geram.
       Enganam até a si mesmos... e matam os cisnes negros para provarem que só existem os brancos...

       Seguem, sempre, a mestra da sua ideologia, a mentira, que é filha direta do diabo e mãe de todos os males, inspirada pelos piores sentimentos entranhados em todos os níveis da psique humana.
       Se você pensou em direita ou esquerda, pergunto: coincidência?

Proteja-nos Deus!
Abraço forte.
Sérgio Weydt
https://www.facebook.com/SergioWeydt/




Nenhum comentário:

Postar um comentário

O povo liberto e o exemplo a ser seguido

Efeito Metrô Bolsonaro A partir de agora e cada vez mais... Teremos enxurrada de criação de empregos... Faltará mão de obra especi...