domingo, 26 de novembro de 2017

Bandidos no comando




  Governadores do Rio de Janeiro da Nova República - Sexta República

TODOS pretensos de "Democratas" e "Socialistas"


Não se trata de ideologia - não quero saber disso - mas de constatação!

Sabe porque o Rio de Janeiro só piorou, em todas as áreas, desde o início da Nova República? 
Porque a maioria dos seus Governadores foi de bandidos travestidos de Democratas e Socialistas.


A principal área afetada, que corrói a estabilidade social e econômica como fogo ateado à palha seca, é a SEGURANÇA PÚBLICA.


Pergunto aos meus botões - Depois de tantas falcatruas reveladas e do ineficaz combate à criminalidade; seria demais pensar que algum deles pode ter tido algum envolvimento com o crime organizado?


O povo, premeditadamente enganado e iludido, elegeu muitas vezes, BANDIDOS como GOVERNADORES.

Está na hora de mudar!


Homens de bem, apresentem-se para governar!

Votem nos homens de bem!

Confira! Estou errado?


1 de janeiro de 1999
6 de abril de 2002
PDT /
PSB
Governador eleito que renunciou ao mandato
6 de abril de 2002
1 de janeiro de 2003
PT
Vice-Governadora eleita que assumiu
após a renúncia do titular
1 de janeiro de 2003
1 de janeiro de 2007
PSB /
PMDB
Governadora eleita
1 de janeiro de 2007
1 de janeiro de 2011
PMDB
Governador eleito
1 de janeiro de 2011
3 de abril de 2014
PMDB
Governador reeleito que renunciou ao mandato
3 de abril de 2014
1 de janeiro de 2015
PMDB
Vice-Governador eleito que assumiu
após a renúncia do titular
1 de janeiro de 2015
Em exercício
PMDB
Governador reeleito


Garotinho foi preso em 2016 e voltou a ser preso em 22/11/2017

Rosinha, já como prefeita de Campos dos Goytacazes, teve seus direitos políticos cassados por indícios de corrupção. Foi presa em 22/11/2017

Cabral foi preso por diversos crimes de corrupção praticados em seu mandato e posteriormente ao mesmo, por ter mantido influência no governo.

Fernando Pezão se licenciou do cargo por razões de saúde. Durante sua licença médica, seu vice-governador, Francisco Dornelles, atuou como governador interino, no período de 28 de março de 2016 à 31 de outubro do mesmo ano. Foi durante o mandato interino de Dornelles que ocorreram as Olimpíadas do Rio, eleições municipais de 2016 e foi declarado o de estado de calamidade pública financeira do Rio.

Pezão e seu vice tiveram seus mandatos cassados pelo TRE-RJ em fevereiro de 2017, mas aguardam julgamento de recurso no TSE.



Um forte abraço.

Deus te abençoe.

Sérgio Weydt

  




Nenhum comentário:

Postar um comentário

O povo liberto e o exemplo a ser seguido

Efeito Metrô Bolsonaro A partir de agora e cada vez mais... Teremos enxurrada de criação de empregos... Faltará mão de obra especi...